PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL     

             

  O Programa de Educação Tutorial (PET) foi criado para apoiar atividades acadêmicas que integram ensino, pesquisa e extensão. Formado por grupos tutoriais de aprendizagem, o PET propicia aos estudantes que dele participam, a realização de atividades extracurriculares que complementem a formação acadêmica e atendam às necessidades do próprio curso de graduação e/ou ampliem e aprofundem os objetivos e os conteúdos programáticos que integrem sua grade curricular, proporcionando a melhoria da qualidade acadêmica dos cursos de graduação apoiados pelo PET.

             A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, criou em 1979, com o nome Programa Especial de Treinamento – PET. Este programa foi transferido no final de 1999 para a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC/Sesu), ficando a sua gestão sob a responsabilidade do Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior – DEPEM. Em 2004 o PET passou a ser identificado como Programa de Educação Tutorial.

              Regulamentado pela Lei 11.180, de 23 de setembro de 2005, e pelas Portarias MEC 3.385, de 29 de setembro de 2005, e 1.632, de 25 de setembro de 2006, o PET destina-se a apoiar grupos de estudantes que demonstrem potencial, interesse e habilidades destacadas em cursos de graduação das Instituições de Ensino Superior – IES. O apoio pode ser concedido ao acadêmico bolsista até a conclusão da sua graduação e ao professor tutor por três anos, podendo ser prorrogável por iguais períodos, conforme parecer da Comissão de Avaliação do PET. Além disso, o MEC custeia as atividades dos grupos repassando, semestralmente, o valor equivalente a uma bolsa por aluno participante.

              Constitui-se, portanto, em uma modalidade de investimento acadêmico, em cursos de graduação, que têm sérios compromissos epistemológicos, pedagógicos, éticos e sociais,uma concepção baseada nos moldes de grupos tutoriais de aprendizagem e orientado pelos objetivos de formar globalmente o aluno. O PET não visa apenas proporcionar aos bolsistas e aos estudantes do curso uma gama nova e diversificada de conhecimento acadêmico, mas assume a responsabilidade de contribuir para sua melhor qualificação como pessoa humana e como membro da sociedade.